9 motivos para fazer o monitoramento de pragas na produção de Hortifruti

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O que você tem feito para melhorar a produção de hortifruti na propriedade? Se você ainda não aplica o Manejo Integrado de Pragas (MIP) com monitoramento de pragas, é bom pensar a respeito.  

Controlar a população de pragas é fundamental para assegurar a qualidade dos produtos e para a saúde do seu negócio. O MIP é um conjunto de técnicas que auxiliam a ter um bom controle dos insetos-praga com sustentabilidade na produção. Na base do MIP está o monitoramento, que serve para coletar dados e estabelecer uma estratégia de controle dos insetos que atacam a plantação. Quando ele é feito de forma digital, pode gerar uma maior quantidade de informações e, diferentemente dos métodos tradicionais de inspeção e monitoramento manuais, o monitoramento com tecnologia digital facilita o trabalho em áreas maiores.  

O uso de GPS e equipamentos como tablets e smartphones associados a softwares bem elaborados permite estabelecer uma frequência de controle em toda a propriedade. Isso ajuda o produtor a tomar decisões mais acertadas, para que Manejo Integrado de Pragas seja mesmo eficiente.

Fizemos uma lista dos principais motivos para você fazer o monitoramento de pragas e aplicar o Manejo Integrado de Pragas na produção de Hortifruti.  

1 – Mais rentabilidade

O monitoramento é o ponto central para o uso racional de qualquer método de controle, seja ele físico, químico, biológico, cultural, por comportamento da praga, ou por resistência da planta. O monitoramento consegue informar o nível de criticidade da praga e torna possível identificar se a aplicação do defensivo é realmente necessária.

2 – Rastreabilidade

Ao fazer o monitoramento, no MIP, são coletados dados relativos à quantidade aplicada de defensivos. Esses registros detalhados são feitos durante todo o ciclo de cultivo, desde o plantio até a colheita e tudo fica armazenado para ser consultado a qualquer momento.

3 – Segurança na aplicação de biodefensivos e no monitoramento de inimigos naturais

A aplicação adequada de biodefensivos e o impacto que estes têm sobre os inimigos naturais está diretamente ligada a um bom monitoramento de pragas. O controle biológico de insetos é um método que usa microorganismos (fungos, bactérias e vírus), parasitóides e predadores no combate aos insetos-praga que podem causar redução na produtividade de culturas de importância agrícola. Por isso é, preciso saber com a máxima exatidão o momento correto de fazer uso desses produtos.

4 – Menos resíduos químicos

O MIP permite implementar uma estratégia de controle com biodefensivos em conjunto com moléculas modernas e seletivas no controle químico. Essa é uma das grandes vantagens para diminuir ou tornar a produção livre dos efeitos dos resíduos químicos.

5 – Economia na aplicação de inseticidas

O MIP privilegia o controle biológico, mas, às vezes, não é suficiente. Se mesmo com toda a estratégia de aplicação de biodefensivos, for necessária a aplicação de outra forma de controle, o monitoramento indica o tempo certo para reagir e fazer o uso racional e localizado desses produtos. Os resultados são tão precisos e detalhados que a aplicação pode ser feita numa área bem específica.

6 – Avaliação da eficácia das aplicações

O uso de um sistema de monitoramento permite a avaliação precisa dos resultados das aplicações de produtos químicos e biológicos na área plantada. Esse tipo de tecnologia faz com que o produtor entenda a eficácia das aplicações e dos produtos utilizados e possa escolher qual o melhor caminho seguir.

7 – Manejo da resistência das pragas

As informações coletadas pelo monitoramento, dentro da estratégia de MIP, leva o produtor a acompanhar cada aplicação e orienta a rotação de modos de ação dos defensivos para um controle sustentável. É que chamamos de manejo da resistência que evita o desenvolvimento de pragas resistentes na produção de hortifruti.

8 – Sustentabilidade

Implantar o MIP na propriedade é caminhar em direção ao futuro da agricultura que lucra ao mesmo tempo que respeita o meio ambiente e a sociedade. Por isso, essa é uma escolha dos grandes produtores de hortifruti que integram a elite da produção nacional.

9 – Apoio técnico especializado

Ao contratar um bom serviço de tecnologia para monitorar e desenvolver o MIP na produção, o agricultor recebe um suporte técnico. No caso da AgroPro Monitor, plataforma digital para monitoramento de pragas, o suporte vai desde a implantação da plataforma na propriedade ao uso da tecnologia durante toda a safra. O atendimento feito por técnicos especializados pode ser feito à distância de forma virtual ou com visitas presenciais à propriedade.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

Comentários no Facebook