Como a acidez do solo pode prejudicar o desenvolvimento das plantas

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Como a acidez do solo pode prejudicar o desenvolvimento das plantas

A acidez do solo é um dos maiores problemas enfrentados pela agricultura, principalmente em ambiente tropical e subtropical – clima que caracteriza a maior parte de nosso país.

No Brasil, cerca de 70% das terras agricultáveis são consideradas ácidas. Ou seja, possuem baixo pH, baixa capacidade de troca de cátions e comumente altas concentrações de alumínio tóxico, que podem prejudicar o desenvolvimento das plantas.

A acidez do solo (presença de H+) por si só, não chega a prejudicar as plantas a ponto de impedirem seu desenvolvimento. A presença do alumínio tóxico é a principal barreira para o cultivo das plantas, uma vez que essas têm seu crescimento radicular comprometido pela presença do elemento no solo.

A seguir, discutiremos alguns aspectos da acidez do solo e como controlá-la.

O que é a acidez do solo?

Um ácido, basicamente, é uma substância que em meio aquoso libera íons de hidrogênio (H+). A acidez do solo é medida pelo chamado pH, que nada mais é do que o logaritmo inverso da concentração de hidrogênio no solo.  

A escala de pH varia de 0 a 14, onde números mais altos representam situações de alcalinidade, enquanto números mais baixos representam níveis de acidez mais elevados.

Nos solos, há um nível de pH ideal para o crescimento das plantas, que varia de espécie para espécie. Em geral, para culturas de grãos, a faixa de pH recomendada gira em torno de seis. Já algumas espécies, como o mirtilo (Blue Berry), requerem solos mais ácidos.

Os solos podem ser naturalmente ácidos, como também aumentar sua acidez por práticas agrícolas como a adubação. O processo de acidificação do solo acontece naturalmente pela dissociação do gás carbônico ou pela reação de alguns fertilizantes no solo que liberam H+.

Quais são os principais métodos de controle da acidez?

A calagem tem se destacado como o principal método de controle da acidez do solo, principalmente em regiões tropicais e subtropicais.

Através da reação do material no solo, os íons de H+ reagem com os carbonatos e o alumínio é insolubilizado na forma de hidróxido. Dessa forma, tanto o pH do solo é aumentado quanto o alumínio é reduzido, permitindo o melhor desenvolvimento das plantas. Além disso, a calagem consiste na principal fonte de cálcio e magnésio para as culturas.

Alternativamente, a gessagem também tem se tornado uma importante estratégia na redução do alumínio tóxico em nossos solos. Embora não tenha efeito sobre o pH do solo, por ser mais solúvel que o calcário, o gesso agrícola tem sido muito utilizado para se reduzir a concentração de alumínio em maiores profundidades. Com a eliminação do elemento tóxico no perfil do solo, o sistema radicular das plantas consegue se desenvolver para camadas mais profundas, fazendo com que a planta se torne mais resistente à períodos de estiagem, além de fazer um melhor aproveitamento dos nutrientes do solo.

Como aprender mais sobre a acidez do solo?

O conhecimento sobre a fertilidade do solo é essencial para qualquer profissional agrícola. Através dele, podemos aumentar a produtividade das culturas, além de promover um desenvolvimento mais sustentável da agricultura.

E você, sabe mais aspectos importantes sobre a acidez do solo e como controlá-la? Compartilhe suas experiências conosco.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

AgroPro

Comentários no Facebook