Calagem do solo, entenda por que ela é importante

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Calagem do solo, entenda por que ela e importante

Já falamos aqui em nosso blog sobre a multidisciplinaridade dos engenheiros agrônomos. Seus conhecimentos e habilidades para atuar na produção de alimentos devem ser inúmeros. Passando das ciências exatas a humanas, e vice versa, para realizar da melhor forma possível esta importante função.

Hoje vamos falar sobre a complexidade dos solos e como podemos deixá-lo pronto para receber as sementes e transformá-las em uma produção, que agrade tanto os produtores quanto seu consumidor final. Esta complexidade do solo envolve os conhecimentos químicos do produtor ou de seus técnicos.

Cada região apresenta diversidade de solos e de tratamentos. Alguns tipos de solos, e também os métodos utilizados no campo, podem inviabilizar a atividade agrícola. Neste sentido é que verificamos a importância da calagem do solo. Com ela podemos modificar as propriedades do solo o deixando produtivo para receber os cultivos.

Processo da calagem do solo

O processo de calagem do solo prevê a correção de sua acidez durante o seu preparo. Com a aplicação do calcário ou cal virgem é possível neutralizar essa acidez. Esta característica pode ser natural, conforme as regiões e seus climas característicos, ou ser causado por algum processo produtivo.

No Brasil, cerca de 20% dos solos apresentam naturalmente esta acidez. Mas a calagem do solo é realizada em todas as regiões do país, já que a falta de reposição de nutrientes e a utilização de fertilizantes com caráter ácido, principalmente os amoniacais e a ureia, fazem com que o solo fértil perca suas características naturais e se torne inviável para produção.

Diferenças nos procedimentos

O calcário utilizado também tem características diferentes dependendo da correção que o produtor quer para seu solo. Ele pode conter mais ou menos magnésio.

No Brasil há três recomendações de calagem do solo. Elas serão utilizadas dependendo das deficiências do solo e das necessidades de produção. Podem ser feitas a Neutralização do alumínio, a Solução tampão ou a Saturação por bases.

Há ainda diferenças no período em que a calagem do solo é realizada. Ela deve ser realizada com um tempo mínimo anterior às plantações, já que há a necessidade deste tempo para o calcário reagir quimicamente no solo. O calcário necessita de umidade para reação. Este tempo varia de acordo com o cultivo a ser plantado.

Benefícios da correção do solo

São inúmeros os benefícios visualizados com a correção do solo. As reações químicas resultam na maximização dos efeitos dos fertilizantes, na aceleração da decomposição de resíduos, que faz aumentar a matéria orgânica encontrada, e o consequente aumento da produtividade. Dependendo da cultura, este aumento da produtividade pode variar de 15 a mais de 50%.

A redução dos componentes químicos prejudiciais às plantas, a melhora da aeração e da circulação da água, e um maior desenvolvimento das raízes das plantas são mais alguns dos benefícios da calagem do solo.

Custo baixo para o produtor

Comparado aos benefícios, os custos da calagem do solo no Brasil se apresentam baixos. Somando menos de 10% do custo da produção. Isto se deve ao calcário ser encontrado em abundância no Brasil.

Vimos com este post a importância de se realizar a calagem do solo. Mas devemos ressaltar que este procedimento requer estudos anteriores para ser realizado. Com amostragem do solo, é possível verificar suas deficiências e necessidades. Se bem aplicado ele pode trazer inúmeros benefícios.

Podemos citar algumas áreas do país, como o Cerrado brasileiro. Foi por meio da calagem do solo que se iniciou a atividade agrícola por lá.

Dúvidas? Deixe o seu comentário e confira mais dicas em nosso blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

AgroPro

Comentários no Facebook