Controle da acidez do solo em ILP

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Controle da acidez do solo em ILP

Os sistemas de integração lavoura-pecuária (ILP) são eficientes em maximizar a produção agrícola. Pois, geralmente em uma mesma área, podemos cultivar grãos, durante a primavera-verão, e pastagem para alimentação animal, durante o outono-inverno.

No entanto, o uso intensivo de uma mesma área, pode acelerar o processo de acidificação do solo. E o processo de acidificação do solo, pode acarretar em redução do rendimento ao longo do tempo.

Mas como pode ocorrer o controle da acidez do solo em ILP? Para isso devemos saber alguns conceitos básicos sobre acidez do solo que estão listados abaixo.

A origem do processo de acidificação do solo

A origem do processo de acidificação do solo, em sistemas de produção agropecuários, pode ocorrer devido aos seguintes fatores:

  • Material de origem do solo;
  • Ocorrência de chuvas ácidas;
  • Substituição de cátions básicos do complexo de troca catiônica do solo por alumínio e hidrogênio;
  • Absorção e extração dos nutrientes pelas culturas;
  • Reações de nitrificação do amônio ou mineralização da matéria orgânica do solo;
  • Uso de fertilizantes contendo nitrogênio e/ou enxofre.

No entanto, esses fatores podem ser mais potencializados em ILP. Pois, em ILP o fato da intensificação do uso da terra, pode resultar em maior exportação de nutrientes, principalmente cátions básicos, pelas culturas e animais e ainda haver maior demanda de fertilizantes, como os fertilizantes nitrogenados.

Culturas utilizadas em ILP e o controle da acidez

Na Região dos Campos Gerais (PR), as principais culturas agrícolas que são cultivadas em ILP são: milho e soja, durante a primavera-verão, e azevém anual, aveia preta e aveia branca, durante o outono-inverno.

Em ILP, as culturas de outono-inverno são destinadas para alimentação animal, tanto para pastejo como para silagem pré-secada, e para cobertura do solo, entre inverno e primavera, a fim de produzir fitomassa suficiente para manutenção do sistema plantio direto (SPD).

Sabendo-se disso e a medida em que aumentamos a exploração/exportação das culturas – e conforme as condições climáticas – devemos tomar muito cuidado para não reduzirmos os níveis de nutrientes no solo. Outra questão é o uso intensivo de fertilizantes nitrogenados, os quais podem favorecer a acidificação do solo. E para isso, devemos controlar a acidez, favorecer a disponibilidade e fornecer nutrientes no solo.

Uma das formas de aumentar a disponibilidade de nutrientes no solo é ajustar o valor de pH do solo para a faixa de valor de pH que favorece a disponibilidade dos nutrientes, a qual é entre 5,4 a 6,4 (valor de pH em CaCl2).  

Para isso, deve-se realizar a calagem superficial, pois ILP deve ser em SPD, utilizando os métodos de recomendação de calagem conforme sua região e calcários de excelente qualidade (sempre verificar o valor do poder relativo de neutralização total (PRNT) do calcário).  

Também é válido ressaltar que devemos levar em consideração as culturas do plano de rotação, principalmente a presença de milho. Por exemplo, se você utilizar o método de saturação por bases do solo (V) para recomendar a quantidade de calcário a ser aplicado, você terá que recordar que a V ideal para o milho é de 70 %.  

No entanto, o processo de acidificação do solo em ILP poderá ser mais rápido do que em sistemas de produção agrícola comuns. E para não sair no prejuízo, deve-se realizar o acompanhamento da fertilidade, por meio de coletas anuais de solo.

Portanto, o controle da acidez do solo em ILP é premissa básica para alcançar o sucesso e aumentar os lucros, tanto na produção de grãos quanto na qualidade de forragem para os animais.

Dúvidas? Deixe o seu comentário e confira mais dicas em nosso blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

A AGROPRO é uma empresa de tecnologia dedicada ao desenvolvimento de soluções inovadoras para o agronegócio. Nossa missão, sempre atenta ao futuro, está comprometida através da ciência e tecnologia, possibilitar a excelência da atuação profissional de seus clientes e parceiros, idealizando realizar uma agricultura altamente produtiva e sustentável que garanta a conservação dos recursos naturais e saúde das pessoas. Saiba mais em: www.agropro.com.br

Comentários no Facebook