As três melhores práticas de fertilidade do solo

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro As tres melhores praticas de fertilidade do solo

Na agricultura moderna, a fertilidade do solo consiste em um dos aspectos mais importantes para se manter altos índices de produtividade, proporcionando o fornecimento de nutrientes adequado para cada cultivo. Diversas práticas têm sido utilizadas para melhorar os aspectos químicos e incrementar a qualidade do solo. Vale a pena ressaltar que a quantidade de nutrientes presente no solo não é o único fator a ser observado na avaliação de sua qualidade, no artigo “Por que não devemos confiar apenas na análise química para avaliar a qualidade do solo?” nós explicamos um pouco mais sobre isso.

A seguir, falaremos um pouco sobre as três melhores práticas de fertilidade do solo para proporcionar as melhores produtividades para seu cultivo.

Calagem: controle da acidez e do alumínio

A calagem se tornou uma das principais técnicas da fertilidade do solo, principalmente em regiões de clima tropical e subtropical como o Brasil.

No nosso país, a maior parte das terras agricultáveis são ácidas, ou seja, apresentam baixo pH e comumente altas concentrações de Al+3, que restringe o crescimento das raízes das plantas limitando seu desenvolvimento. A calagem tem como principal objetivo proporcionar a elevação desse pH, além de reduzir as concentrações de Al+3 no solo, permitindo um melhor desenvolvimento das plantas principalmente as gramíneas. Além disso, o calcário também consiste em uma das principais fontes de Ca+2 e Mg+2 para os cultivos. Embora não sejam requeridos em grande quantidade pelas culturas de grãos, esses dois nutrientes são essenciais para a sobrevivência da planta.

No artigo “Vale a pena incorporar o calcário?”, nós discutimos um pouco mais sobre as duas principais formas de aplicação do corretivo no solo. Além disso, você também pode conferir o artigo “Como a calagem pode aumentar o sequestro de carbono?” para saber sobre uma utilidade ainda pouco conhecida da prática.

Gessagem: reduzindo o alumínio em profundidade

A aplicação de gesso na agricultura possui o principal objetivo de elevar a fertilidade do solo através da redução do Al+3 em profundidade. Por ser mais solúvel do que o calcário, o gesso tem uma eficiência maior de atuar em camadas mais profundas do solo, podendo estimular o crescimento radicular das plantas e profundidade. A prática tem mostrado bons resultados para o cultivo de milho, e se tornou de fundamental importância em áreas que apresentam períodos de seca.

Através do maior desenvolvimento radicular, as plantas são capazes de buscar água em camadas mais profundas do solo, sendo menos prejudicadas dessa forma por períodos de estiagem. Além disso, o gesso também consiste em uma importante fonte de Ca+2 e SO4para as plantas, contribuindo dessa forma para a sua nutrição.

Adubação de nutrientes essenciais: a base para a fertilidade do solo

A adição de nutrientes essenciais para as plantas através de práticas de adubação é fundamental para seu crescimento e está presente em todos os tipos de cultivo. Embora os macronutrientes sejam exigidos em maior quantidade, muitos micronutrientes também são essenciais para que as plantas completem seu ciclo de vida. O bom manejo da fertilidade do solo, dessa forma, depende de uma série de práticas para se obter os melhores índices de produtividade possíveis.

E você, sabe mais sobre práticas importantes para a fertilidade do solo? Compartilhe suas experiências conosco.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

Comentários no Facebook