Fertilização foliar

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Fertilização foliar

Nos sistemas de produção agrícola, a atividade intensa de cultivo de grãos e forrageiras ocasiona aumento no consumo de nutrientes. E esses nutrientes podem não ser supridos apenas pelas reservas naturais do solo, necessitando serem repostos por fertilizantes.

Entretanto, os fertilizantes aplicados no solo podem não suprir eficientemente a necessidade, favorecendo deficiências, eventuais ou não, de nutrientes nas plantas. Portanto, para sanar esses problemas, é que se recomenda a fertilização foliar.

O que é fertilização foliar?

Fertilização foliar é importante para muitas culturas e para a produção agrícola mundial. Também é uma estratégia de fornecimento de nutrientes que auxilia a fertilização do solo, de base e de cobertura, e pode fornecer para a planta nutrientes que se encontram em baixa disponibilidade no solo. Além disso, a fertilização foliar é mais rápida e eficiente do que a fertilização do solo.  

Quais nutrientes podem ser aplicados na fertilização foliar?

Nem todos os nutrientes podem ser aplicados nas folhas. Um fator chave para saber se um nutriente apresentará alta eficiência na fertilização foliar é sua mobilidade no floema das plantas. Assim, nutrientes que apresentam baixa mobilidade no floema podem ser aplicados por fertilização foliar.

Outro fator importante para saber se um determinado nutriente pode ser aplicado nas folhas é a quantidade requerida pela planta. Nutrientes que as plantas requerem em concentrações menores do que 2% são mais eficientes.

Os nutrientes mais comumente aplicados via fertilização foliar são os micronutrientes.  Os micronutrientes são aplicados nas folhas principalmente quando sua disponibilidade no solo é baixa. Após a aplicação foliar de micronutrientes, as culturas podem apresentar aumento de rendimento e qualidade de grãos e massa seca (isso também ocorre em olerícolas e frutíferas).  

Eficiência da fertilização foliar

A eficiência da fertilização foliar é dependente de uma série de fatores além da mobilidade no floema e da concentração requerida de determinados nutrientes. Assim, podemos citar como fatores da eficiência da fertilização foliar:

  • A condição de aplicação de fertilizante como temperatura e precipitação pluviométrica;
  • A capacidade de absorção foliar da planta;
  • A presença de folhas sadias e não danificadas;
  • O balanço nutricional da planta;
  • Estádio de desenvolvimento da cultura.

Os nutrientes podem ser aplicados nas folhas na forma de quelatos, os quais são mais eficientes do que a forma não quelatada, porém de maior custo. Esse fato permite melhor aproveitamento e redução das perdas do nutriente aplicado.  

Outro fator importante para a eficiência da fertilização foliar é a interação entre os nutrientes na formulação do fertilizante e os efeitos da interação nas plantas. No entanto, mais estudos são necessários para avaliar essas interações entre os nutrientes e seus efeitos na absorção, transporte e funcionalidade nas plantas.

Portanto, a fertilização foliar é uma estratégia eficiente em fornecer nutrientes, principalmente micronutrientes, favorecendo o aumento ou a redução das perdas de rendimento e qualidade das culturas em sistemas de produção agrícola.  

Você tem alguma dúvida sobre a fertilização foliar? Então deixe o seu comentário nos espaços abaixo que responderemos em breve. Aproveite e confira mais dicas sobre o assunto, em nosso blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

A AGROPRO é uma empresa de tecnologia dedicada ao desenvolvimento de soluções inovadoras para o agronegócio. Nossa missão, sempre atenta ao futuro, está comprometida através da ciência e tecnologia, possibilitar a excelência da atuação profissional de seus clientes e parceiros, idealizando realizar uma agricultura altamente produtiva e sustentável que garanta a conservação dos recursos naturais e saúde das pessoas. Saiba mais em: www.agropro.com.br

Comentários no Facebook