Microrganismos da rizosfera

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Microrganismos da rizosfera

Na agricultura, podemos receber ajuda de certos microrganismos como o Rhizobium. O principal objetivo de utilizar esses microrganismos na agricultura é aumentar o rendimento de grãos das culturas visando o uso racional de nutrientes.

No entanto, sabe-se muito pouco sobre quem são, quais as suas funções no sistema solo-planta-atmosfera, quais os benefícios e as diferenças entre esses microrganismos. Por isso, neste artigo poderemos entender um pouco sobre eles.    

Quem são e qual a importância dos microrganismos da rizosfera para a nutrição de plantas?

Os principais representantes dos microrganismos da rizosfera são as bactérias dos gêneros Rhizobium, Bradyrhizobium, Sinorhizobium e Mesorhizobium.

Esses microrganismos correspondem às bactérias promotoras de crescimento de plantas (BPCP) e podem colonizar partes das plantas, principalmente o sistema radicular. Por isso, também podem ser chamados de rizobactérias promotoras de crescimento de plantas (RPCP) (ou apenas Rhizobia). E eles estão diretamente relacionados com a nutrição de plantas.

Os microrganismos da rizosfera influenciam a nutrição de plantas nos seguintes atributos:

  • Crescimento, morfologia e fisiologia do sistema radicular;
  • Fisiologia e desenvolvimento das plantas;
  • Disponibilidade e processos de absorção de nutrientes pelas plantas.

Esses fatores influenciam de maneira positiva o aumento do rendimento de grãos, aumentando a eficiência de uso de nutrientes pelas culturas. Ou seja, os microrganismos da rizosfera podem, quando aplicados na dose e maneira correta, levar ao aumento do lucro do produtor rural.

Microrganismos da rizosfera e sua importância agrícola

Os microrganismos da rizosfera apresentam vários níveis de especificidade com leguminosas e gramíneas e desenvolvem nódulos juntamente com suas raízes. Os nódulos são um tipo de infecção inter e/ou intra-celular, desenvolvendo a simbiose.

Os nódulos auxiliam na fixação de N2 levando em consideração os seguintes fatores:

  • Manutenção de baixa concentração de oxigênio dentro do nódulo para preservar a nitrogenase;
  • Rápida exportação do nitrogênio fixado via xilema;
  • Suprimento de carbono para bacterioides nos nódulos.

O gênero de bactéria Rhizobium tem elevada afinidade com leguminosas, como a cultura da soja, e pode proporcionar aumento de 15 % no rendimento de grãos.

Já os gêneros de bactérias Herbaspirillum e o Azospirillum são de vida livre capazes de auxiliar o crescimento de algumas gramíneas, como as culturas de milho, arroz, trigo e cana-de-açúcar. Após inoculação das plantas, o Azospirillum pode facilitar a fixação de nitrogênio e a produção de fitohormônios.

Segundo estudos científicos atuais, as melhores estirpes de Azospirillum são Ab-V5 e Ab-V6 capazes de proporcionar economia e/ou aumentar a eficiência de fertilizante nitrogenado no sistema de produção agrícola.

Sideróforos

Os sideróforos são outra forma de organização de microrganismos. Eles são capazes de captar o ferro (Fe) da fase mineral do solo formando complexos de Fe solúveis que podem ser transportados e disponibilizados para as plantas.

Co-inoculação

Co-inoculação de uma cultura pode ser classificada como a fusão entre dois gêneros de bactérias.

Co-inoculação de Azospirillum e Rhizobium resulta em maior eficiência dos nódulos, aumentando a produção de fitohormonios, vitaminas e sideróforos na planta. Portanto, a co-inoculação pode proporcionar aumento no rendimento de grãos de soja e feijão na ordem 16 e 20 %, respectivamente.

O uso de microrganismos da rizosfera na agricultura pode ser uma alternativa economicamente viável, devido ao aumento da eficiência de uso de fertilizantes aplicados e melhorias na absorção de nutrientes pelas culturas.

Dúvidas? Deixe o seu comentário e confira mais dicas em nosso blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

A AGROPRO é uma empresa de tecnologia dedicada ao desenvolvimento de soluções inovadoras para o agronegócio. Nossa missão, sempre atenta ao futuro, está comprometida através da ciência e tecnologia, possibilitar a excelência da atuação profissional de seus clientes e parceiros, idealizando realizar uma agricultura altamente produtiva e sustentável que garanta a conservação dos recursos naturais e saúde das pessoas. Saiba mais em: www.agropro.com.br

Comentários no Facebook