Nutrientes e elementos benéficos: quais as diferenças?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Nutrientes e elementos benéficos quais as diferenças

As plantas necessitam de água e elementos químicos presentes no solo e na atmosfera para sua sobrevivência. E esses elementos químicos podem ser oriundos do ar, água, solo, fertilizantes e/ou resíduos orgânicos. No entanto, a necessidade de saber se um elemento químico é considerado nutriente ou elemento benéfico facilita a desenvolver estratégias de aplicação de fontes e doses desses elementos.

O que são nutrientes?

Os nutrientes são os elementos químicos essenciais para o desenvolvimento das plantas e são considerados dessa forma devido aos seguintes critérios:

  1. Na ausência do elemento químico, a planta não é capaz de completar seu ciclo de vida;
  2. A função do elemento químico não pode ser substituída por outro elemento;
  3. O elemento é diretamente envolvido no metabolismo da planta ou requerido em um processo metabólico da planta, como exemplo uma enzima.

No entanto, elementos que reduzem o efeito tóxico ou podem substituir outro elemento não podem ser considerados nutrientes.

Os nutrientes dividem-se em três grupos. O grupo dos macronutrientes primários compreendem os nutrientes nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). No grupo dos macronutrientes secundários estão cálcio (Ca), magnésio (Mg) e enxofre (S). E o grupo dos micronutrientes compreendem ferro (Fe), manganês (Mn), cobre (Cu), zinco (Zn), molibdênio (Mo), boro (B), cloro (Cl) e níquel (o mais “novo nutriente”).

O N é componente de algumas proteínas, ácidos nucléicos e em várias outras estruturas. O P faz parte dos ácidos nucléicos e tem papel fundamental na transferência de energia (adenosina fosfato) na planta e de carboidratos nas células foliares. O K serve para a osmorregulação e é importante para extensão celular e movimento estomático.

O Ca tem papel fundamental na estabilização da parede e membranas celulares. Já o Mg compõe a clorofila e é requerido na fotossíntese e síntese de proteínas. O S faz parte de proteínas como a cisteína, fitoquelatinas e em várias outras estruturas.

O Fe compõe várias enzimas e é importante em sistemas redox. Já Mn e Cu além de comporem várias enzimas e sistemas redox, são importantes na síntese de lignina. O Zn é importante na integridade da membrana e síntese de proteínas e fitohormônio, como a auxina. Já o Mo compõe as enzimas nitrogenase e nitrato redutase, as quais são importantes no metabolismo de N.

O B tem função semelhante ao Zn, diferindo apenas por fazer parte da osmorregulação e movimento estomático. O Cl apresenta função na osmorregulação e regulação estomática. O Ni faz parte da enzima urease, importante no metabolismo de N.

O que são elementos benéficos?

Elementos benéficos são elementos químicos que estimulam o crescimento ou são essenciais para algumas espécies de plantas ou sob condições específicas. Sódio (Na), silício (Si), cobalto (Co), selênio (Se) e alumínio (Al) são exemplos de elementos benéficos.

O Na pode ser importante para o desenvolvimento de espécies Halófitas e algumas plantas C4. O Si é importante para estabilidade da parede celular e o Co é importante para a fixação biológica de N2. Já o Se compõe várias proteínas e é importante na alimentação animal, como em plantas forrageiras e para silagem. O Al é importante para espécies de chás, mas seu efeito é desconhecido.

Quer saber mais sobre nutrientes e Nutrição de Plantas? Confira mais dicas em nosso blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

AgroPro

Comentários no Facebook