Como implementar o plantio direto com soja?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro-Como-implementar-o-plantio-direto-com-soja

A soja tem sido uma das culturas mais cultivadas em todo o Brasil, com mais de 30 milhões de hectares na safra 2014/2015, de acordo com a Embrapa. Nosso país se destaca como o segundo maior produtor da leguminosa com mais de 95 milhões de toneladas, ficando apenas atrás dos EUA (108 milhões). Da mesma forma, o sistema plantio direto é uma das mais importantes técnicas da agricultura conservacionista utilizada no mundo, e está presente também em mais de 30 milhões de hectares no Brasil.

O manejo do solo através do plantio direto com soja tem sido, dessa forma, um dos mais praticados no nosso país. No entanto, como pudemos ver no artigo “Sistema plantio direto, duas coisas que você está fazendo de errado”, o bom preço de venda tem feito muitos produtores a realizar o monocultivo da cultura, sendo este considerado um dos erros mais comuns na condução do sistema. O cultivo constante da soja no sistema plantio direto, traz além de problemas fitossanitários para a cultura, redução da qualidade do solo devido ao baixo aporte de biomassa que a soja possui.

A seguir, apresentaremos algumas dicas para melhorar a qualidade do solo na implantação de um sistema plantio direto com soja.

Não faça um plantio direto com soja, soja, soja, soja…

Que o plantio da cultura é bom para o bolso do produtor, não há dúvidas. Porém, seu cultivo sucessivo sem a alternância com outras culturas pode trazer problemas sérios para a produção principalmente através de ataques severos de pragas e doenças. Na região sul do Brasil, muitas áreas permanecem em pousio durante o inverno devido ao receio do produtor de quebra de safra devido as frequentes geadas.

O cultivo de culturas de cobertura nesses períodos também chamados de “janelas” pode ser uma alternativa eficiente no plantio direto com soja para prover um aporte de biomassa maior para o solo, aumentando os teores de matéria orgânica e promovendo a ciclagem de nutrientes. Além disso, a alternância da soja com o milho para os cultivos de verão também é benéfica para o sistema, podendo ser realizada de forma alternada na propriedade, não sendo aplicada para a área toda de uma vez.

Realize a correção do solo

Embora a soja não costume a responder tanto em produtividade a aplicações de calcário e gesso, se levarmos em consideração que devemos intercalar o plantio com diferentes culturas (principalmente com uso de gramíneas), a correção do solo se torna essencial no sistema plantio direto. Em áreas onde há períodos de seca, a correção do solo se torna ainda mais importante. Com a redução do Al+3 para e o incremento dos conteúdos de Ca+2 e Mg+2, o sistema radicular das plantas se desenvolve para camadas mais profundas. Dessa forma, as raízes mais profundas permitem a planta se desenvolver e resistir melhor a períodos de estiagem.

A utilização da calagem e da gessagem em um plantio direto com soja, portanto, se torna uma eficiente estratégia para incrementos de produtividade.

E você, sabe mais dicas importantes para melhorar a qualidade da produção de soja em sistema plantio direto? Compartilhe suas experiências conosco.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

Eng. Agrônomo e Mestre em Agricultura (Uso e Manejo do Solo) pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Trabalha na área de matéria orgânica do solo com enfoque em plantio direto e sequestro de Carbono.

Comentários no Facebook