Políticas de comercialização agrícola: como funciona no Brasil?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Agropro Politicas de comercializacao agricola como funciona no Brasil

A comercialização agrícola é uma das atividades mais importantes na agricultura. A partir do momento em que os grãos são colhidos no campo, surge um universo a parte tão complexo quanto a produção em si. Todos os dias milhares de negócios são fechados e o conhecimento sobre as bases da comercialização é essencial para todo profissional do meio agrícola. Além disso, as atividades agropecuárias brasileiras são responsáveis pela dinâmica de vários outros setores econômicos em nosso país, que são diretamente ou indiretamente relacionados ao agronegócio.

O Brasil é um país que embora muito produtivo enfrenta diversos problemas de âmbito político ou estrutural. A seguir, explanaremos alguns aspectos importantes das políticas de comercialização agrícola em nosso país.

O papel das atividades agropecuárias na economia do país

Através da incorporação de novas tecnologias, estratégias de manejo e até mesmo das políticas de comercialização agrícola brasileira, a quantidade dos valores monetários exportados e importados cresceu significativamente nos últimos anos. Na década de 1990, a política de estabilização da moeda acabou forçando o incremento das importações até o ano de 2000, superando os valores de exportação.

Com a desvalorização do câmbio, a partir de 1999 o comércio exterior brasileiro voltou a se recuperar. Em 2008 devido à crise internacional ocorreu uma interrupção no crescimento, que voltou a se recuperar a partir de 2010. O saldo comercial do agronegócio foi positivo durante todo esse período, com um crescimento mais acentuado a partir dos anos 2000. Esse aumento dos valores das exportações de 1990 a 2012 saltou de aproximadamente 14 para cerca de 80 bilhões de dólares, explicando em parte o papel das atividades agropecuárias na economia e renda brasileira.

As dificuldades enfrentadas pelo produtor no agronegócio

O Brasil é um dos maiores produtores de grãos do planeta, sendo considerado por muitos como o “celeiro do mundo”. Grande parte dessa conquista é fruto do trabalho de milhares de profissionais, entre eles: Engenheiro Agrônomos, técnicos, pesquisadores e agricultores que trabalham diariamente para proporcionar maiores índices de produção e ao mesmo tempo prover a conservação e sustentabilidade do solo e meio ambiente.

No entanto, alguns aspectos das políticas de comercialização agrícola em nosso país impedem os negócios de serem mais lucrativos. Um dos grandes problemas enfrentados aqui são os custos com transporte. Enquanto nos EUA, por exemplo, grande parte do transporte de grãos é feito por vias ferroviárias e hidroviárias, no Brasil as produções são majoritariamente transportadas por vias rodoviárias. O grande problema é que além de possuir o custo mais elevado, o transporte de grãos pelas rodovias causa muitas perdas devido às más condições das nossas estradas. Tudo isso acaba impactando negativamente no bolso do produtor, que embora produza muito, acaba recebendo menos pelo produto colhido.

Como saber mais sobre as políticas de comercialização agrícola no Brasil?

O conhecimento sobre as políticas de comercialização agrícola é essencial para todos os profissionais que desejam se destacar no mercado de trabalho, quanto para os agricultores que almejam maiores lucros em suas atividades agropecuárias. A realização de cursos na área de comercialização agrícola pode ser uma eficiente alternativa para abrir os horizontes nessa importante área do conhecimento.

E você, sabe mais aspectos importantes sobre as políticas de comercialização agrícola no Brasil? Compartilhe suas experiências conosco!

 

Referências

GARCIA, Junior Ruiz; VIEIRA FILHO, José Eustáquio Ribeiro. Política agrícola brasileira: produtividade, inclusão e sustentabilidade. Revista de Política Agrícola, v. 23, n. 1, p. 91-104, 2014.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

Comentários no Facebook