Por que os agregados do solo são a chave para a agricultura sustentável?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

agregados do solo

A agricultura sustentável tem sido um dos temas mais discutidos na área agronômica nas últimas décadas. A agricultura de conservação tem sido implantada em diversos países com o objetivo não somente de proporcionar a proteção do meio ambiente, mas também aumentar o lucro dos produtores locais e proporcionar a produção de alimentos de forma sustentável. Dependendo das práticas de manejo adotadas, o solo pode se comportar tanto como um dreno quanto como fonte de C para a atmosfera. Dentre os diversos mecanismos de proteção da matéria orgânica, os agregados do solo têm se destacado como fator chave. Dessa forma, tanto as perdas quanto os ganhos de C pelo solo estão diretamente ligados a essas pequenas estruturas. A seguir, veremos alguns detalhes sobre como a agregação do solo poderá promover a sustentabilidade da agricultura no mundo.

A degradação do solo

O uso indevido de práticas agrícolas, como o revolvimento do solo em ambiente tropical, tem levado a degradação de muitos solos no mundo pela erosão. Antes da implantação do sistema plantio direto no Brasil na década de 1970, a agricultura sofria com a degradação dos solos causada pelo distúrbio do solo. Além de causar a inviabilidade da agricultura pela perda de qualidade do mesmo, a degradação dos estoques contribui para a emissão de CO2 para atmosfera. Estudos demonstram que enquanto em ambiente temperado, o plantio convencional pode levar a perda de cerca de 50% do estoque de C em 50 anos (Campbell and Souster, 1982; Mann, 1986), em ambiente tropical essa perda pode chegar a 70% em apenas 5 anos (Séguy et al., 2006).

agregados do solo

Figura 1: Aração do solo causa ruptura dos agregados do solo e desestruturação do mesmo. Foto: crops.extension.iastate.edu

O potencial de mitigação dos solos agrícolas

Por outro lado, o solo é um dos principais reservatórios de carbono no mundo, contando com aproximadamente 2500 Pg (petagrama = bilhões de toneladas) de capacidade de estoque (Lal, 2004). Portanto, o solo pode se comportar tanto como fonte quanto como dreno de C da atmosfera, dependendo da maneira que é manejado. A utilização de práticas de agricultura de conservação como o plantio direto tem contribuído de forma significativa para a recuperação de áreas previamente degradadas e a potencialização da produtividade das culturas no Brasil. Estudos na região de Lucas do Rio Verde – MT, ambiente altamente intemperizado, tem demonstrado incrementos de até 31 toneladas de C / ha em aproximadamente 21 anos de plantio direto (Sá et al., 2014). Em regiões de clima subtropical, muitas áreas de produção agrícola sobre o sistema plantio direto consolidado têm até mesmo superado os estoques da vegetação de campo nativo (de Oliveira Ferreira et al., 2016).

agregados do solo

Figura 2: O sistema plantio direto tem se destacado como uma das principais técnicas da agricultura de conservação. Foto: en.wikipedia.org

Os agregados do solo governam perdas e ganhos de matéria orgânica no solo

Os agregados do solo são a chave para os processos de ganho de C pelo solo pois consistem na principal forma de proteção da matéria orgânica. Os agregados consistem em conjuntos de partículas minerais do solo ligadas à matéria orgânica formando pequenas estruturas. A atuação dos chamados agentes de agregação do solo (fungos, raízes, polissacarídeos, húmus…) (Tisdall and Oades, 1982) ajudam na sua formação protegendo a matéria orgânica contra os processos de decomposição pela microbiota do solo. Durante os processos de revolvimento do solo, essas estruturas são quebradas, expondo o C previamente protegido aos processos de decomposição (Tivet et al., 2013). Dessa forma, as perdas dos estoques de C do solo estão sempre associadas à degradação dos agregados. Mantê-los e preservá-los através da constante adição de palha, cobertura permanente do solo e não revolvimento (princípios do plantio direto) são a chave para manter a qualidade do solo e promover o sequestro de carbono.

E você, sabe mais sobre aspectos importantes dos agregados do solo? Compartilhe suas experiências conosco.

Referências

Campbell, C., Souster, W., 1982. Loss of organic matter and potentially mineralizable nitrogen from Saskatchewan soils due to cropping. Canadian Journal of Soil Science 62, 651-656.

de Oliveira Ferreira, A., Amado, T., Rice, C.W., Diaz, D.A.R., Keller, C., Inagaki, T.M., 2016. Can no-till grain production restore soil organic carbon to levels natural grass in a subtropical Oxisol? Agriculture, Ecosystems & Environment 229, 13-20.

Mann, L., 1986. Changes in soil carbon storage after cultivation. Soil Science 142, 279-288.

Sá, J.C.d.M., Tivet, F., Lal, R., Briedis, C., Hartman, D.C., dos Santos, J.Z., dos Santos, J.B., 2014. Long-term tillage systems impacts on soil C dynamics, soil resilience and agronomic productivity of a Brazilian Oxisol. Soil and Tillage Research 136, 38-50.

Séguy, L., Bouzinac, S., Husson, O., 2006. Direct-seeded tropical soil systems with permanent soil cover: Learning from Brazilian experience. In: Uphoff, N., Ball, A.S., Fernandes, E., Herren, H., Husson, O., Laing, M., Palm, C., Pretty, J., Sanchez, P., Sanginga, N., Thies, J. (Eds.), Biological Approach to Sustainable Soil Systems. CRC Press, Taylor and Francis.

Tisdall, J., Oades, J.M., 1982. Organic matter and water‐stable aggregates in soils. Journal of soil science 33, 141-163.

Tivet, F., Sá, J.C.d.M., Lal, R., Briedis, C., Borszowskei, P.R., dos Santos, J.B., Farias, A., Eurich, G., da Cruz Hartman, D., Junior, M.N., 2013. Aggregate C depletion by plowing and its restoration by diverse biomass-C inputs under no-till in sub-tropical and tropical regions of Brazil. Soil and tillage research 126, 203-218.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Sobre o Autor

Eng. Agrônomo e Mestre em Agricultura (Uso e Manejo do Solo) pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Trabalha na área de matéria orgânica do solo com enfoque em plantio direto e sequestro de Carbono.

Comentários no Facebook